26 de mar de 2017

(OPINIÃO) NÚMERO 23

imagem: Colorindo Nuvens
Filme: Número 23
Ano: 2007
Gênero: Suspense
Duração: 1h38min
Elenco: Jim Carrey, Virginia Madsen, Logan Lerman, Danny Huston, Lynn Collins, Rhona Mitra, Michelle Arthur e Mark Pellegrino
Direção: Joel Shumacher
Sinopse: Walter Sparrow (Jim Carrey) é um simplório pai de família, que ganhou um livro de presente de sua esposa, Agatha (Virginia Madsen). Chamado "O Número 23", o livro narra a obsessão de um homem com este número e como isto começa a modificar sua vida. Ao lê-lo Walter reconhece várias de suas passagens, como sendo situações que ele próprio viveu. Aos poucos ele nota a presença do número 23 em seu passado e também no presente, tornando-se cada vez mais paranoico. Como o livro termina com uma morte brutal, Walter passa a temer que ele esteja se tornando um assassino.

imagem: Diário de um Cinéfilo
 
Opinião: Esse foi o primeiro filme que assisti com o Jim Carrey atuando fora da comédia, e um dos principais pontos que queria analisar era a atuação dele. Infelizmente só encontrei o filme dublado, e a dublagem não era das melhores, então acho que perdi muito da atuação dele e ainda não sei dizer se Carrey consegue atuar em qualquer gênero de filme.

Mas vamos falar do filme. Número 23 é aquele suspense que te prende do início ao fim, a duração de 1h38min é perfeita, não deixa o filme cansativo e consegue desenvolver a história super bem.

Confesso que na metade do filme eu acreditava já saber quem era o autor do livro que Walter estava lendo. Mas quando o protagonista descobre que na verdade a história do livro é real, e vai atrás do assassino, o filme passa por tantas reviravoltas que você fica perdido junto com o personagem e só descobre quem realmente era o autor/assassino junto com ele.

Fazia muito tempo que eu não olhava um suspense, e já nem lembrava mais daquela sensação de ficar tensa o filme todo. Número 23 conseguiu passar essa sensação, tem uma explicação perfeita para resolver o caso, e ainda termina com um ar de mistério à respeito do número.

Tem o filme dublado no Youtube aqui.

Confira o trailer:
 

22 de mar de 2017

TAG: SIM, SOU BLOGUEIRA!

Olá leitores! 

Dia 20 de Março foi dia do blogueiro, eu nem sabia que existia um dia feito especialmente para nós, fiquei super feliz quando descobri. 

Para comemorar esse dia, apesar de um pouco atrasada, vou responder a tag Sim, Sou Blogueira, fui indicada pela Miriã, do blog Leitora Encantada


1. Por que e quando você criou o blog? Eu não lembro exatamente o dia em que criei, mas foi no final de 2016. Criei o About Books And More porque queria um espaço onde eu pudesse falar sobre o que eu gostava, e também onde pudesse melhorar minha escrita cada vez mais, já que sou estudante de Jornalismo.

2. Quais os principais assuntos do seu blog? Falo sobre livros, filmes e seriados, e de vez em quando respondo essas tags maravilhosas!

3. Como tem sido a vida de blogueira? Bom, meu blog ainda é novo então é tudo muito calmo, mas está sendo muito divertido fazer parte desse mundo!

4. Qual a parte chata da vida de blogueira? A parte mais chata, e também mais difícil, é tu conquistar o teu lugar. São milhões e milhões de blogs, e de alguma forma você tem que se destacar.

5. O que tem de melhor em ser blogueira? A coisa que eu mais gosto do blog é a hora de criar os post, a busca de imagens, pensar em como você vai montar o texto, o que vai escrever... 

6. Aonde deseja chega com seu blog? Olha, não tenho uma meta, minha única preocupação é manter o blog atualizado e sempre trazer dicas para os leitores.

7. Seu blog para você é profissional ou passatempo? Passatempo. Não tenho tempo o suficiente para me dedicar ao blog de forma profissional, se com o tempo ele crescer e eu sentir a necessidade de leva-lo mais a sério, assim farei, mas por enquanto é um lugar para eu relaxar e me divertir.

8. Quais blogs acompanha, e quais indica? Sigo vários blogs, mas o que eu venho acompanhando mais de perto e indico são: Leitora Encantada, Vintage Pri, Duas Leitoras e Lua Literária.

9. Tem sido fácil o convívio com leitoras e seguidoras? Com certeza, adoro os comentários que as leitoras e leitores deixam aqui. 💗

10. Seu blog já esta como quer, ou ainda deseja mudança? Ainda pretendo elabora melhor meu layout, mas por enquanto esta ótimo!

Não vou indicar ninguém dessa vez, mas fiquem a vontade para responderem e deixarem seus links aqui.

19 de mar de 2017

(OPINIÃO) A BELA E A FERA

imagem: AdoroCinema
Filme: A Bela e a Fera
Ano: 2017
Duração: 2h09min
Gênero: Fantasia, Romance e Musical
Direção: Bill Condon
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Kevin Kline, Josh Gad, Ewan McGregor, Emma Thompson, Audra McDonald, entre outros.

Sinopse: Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana. 

imagem: Correio Popular

Opinião: A versão em live action de A Bela e a Fera foi muito fiel a história original, onde a Bela salva a vida do pai, fica presa no castelo da Fera e acaba se apaixonando por ele. O enredo básico da história foi seguido, as poucas alterações feitas foram positivas.

Bela mora com o pai em uma vila pequena, onde todos se comportam de maneira igual e tem uma mente fechada, já a princesa gosta de ler, não pretende casar como o homem que todas as mulheres da vila admiram (Gastão), e deixa bem claro que quer uma vida muito além daquele lugar.

Luke Evans como Gaston (em português Gastão) / imagem: Daily Mail

O filme conta com figurinos e cenários lindos, mas o melhor para mim foram as cenas musicais. Cada vez que os personagens começavam a cantar eu me lembrava do desenho, que assistia quando ainda era criança. Quem não gosta de musicais não adianta insistir e assistir o filme, pois como todo bom filme da Disney, a música está presente e dá um toque especial ao filme.

Assisti o filme em 3D, mas sinceramente não vi nenhuma necessidade, a minha única recomendação é que vocês assistam o filme legendado, a Emma Watson está linda e incrível como Bela, e eu sempre acho que se perde muito da interpretação quando assistimos o filme dublado.

A Bela e a Fera conseguiu atender todas as expectativas que eu tinha, foi fiel a história e contou com um toque mais moderno, mesmo sendo um filme de uma princesa da Disney.

*Este post faz parte da tag #PrecisamosFalarSobre, em parceria com o canal Divergências Geek.

Confira o trailer:

16 de mar de 2017

TAG: VICIADA EM SÉRIES


Fui indicada pelo blog Meu Mundo Criativo para responder a tag Viciada em Séries, as respostas do blog você pode conferir aqui.

Os blogs que eu vou indicar são:


Vamos as perguntas:

1. Qual seu seriado atual favorito? Orange Is The New Black.

imagem: Correio Popular

2. Qual seu seriado antigo favorito? How I Met Your Mother, se é que dá pra considerar um seriado antigo.

3. Já ficou triste com o final de alguma série? Não, porque nunca consegui terminar uma série 😋

4. Cite um seriado que todos gostam e você não gosta. The Walking Dead

5. Qual seu personagem favorito de um seriado? Piper Chapman (Orange Is The New Black).

6. Qual personagem você odeia? Zoey Pierson (How I Met Your Mother).

imagem: OFilmante

7.  Qual seriado você recomenda para todo mundo? How I Met Your Mother, não tem como não gostar!

8. Qual seriado tem o melhor figurino? Mad Men.

imagem: Teia Editorial

9. Melhor abertura ou música tema? Orange Is The New Black.

10. Qual foi o último seriado que você assistiu? Mad Men.

11.  Qual seriado você tem vontade de assistir? Stranger Things.

imagem: Critical Hits

15 de mar de 2017

NOVIDADE NA EDITORA GUTENBERG

A editora Gutenberg anunciou a pré-venda do livro A História do Futuro de Glory O'brien, da autora A. S. King.

O livro está disponível nas livrarias Saraiva, Amazon, Cultura e Travessa. O lançamento está previsto para o dia 30 desse mês!

imagem: Grupo Autêntica
Sinopse: O fim do ensino médio é uma época de possibilidades infinitas – mas não para Glory O’Brien, uma jovem norte-americana que não tem nenhum plano para o futuro. Sua mãe cometeu suicídio quando Glory tinha apenas 4 anos, e ela nunca parou de se perguntar se seguiria o mesmo caminho... Até que numa noite transformadora ela começa a experimentar um novo e surpreendente poder que lhe permite enxergar o passado e o futuro das pessoas. De antepassados a muitas gerações futuras, a jovem é bombardeada com visões – e o que ela vê pela frente é aterrorizante: um novo líder tirânico toma o poder e levanta um exército. Os direitos das mulheres desaparecem. Uma violenta segunda guerra civil explode. Jovens garotas somem diariamente, vendidas ou confinadas em campos de concentração. Sem saber o que fazer, Glory decide registrar todas as suas visões, na esperança de que a sua História do Futuro sirva de alerta e evite o que vem por aí.Mas será que as pessoas vão acreditar nela? Será que estarão dispostas a fazer o que é necessário para impedir a concretização daquele destino medonho? Nesta obra-prima sobre feminismo, liberdade e escolhas, A. S. King mais uma vez nos brinda com seu realismo fantástico para contar a história de uma garota que tenta lidar com uma perda devastadora.

“Então nós duas bebemos. Ellie bebeu primeiro e agiu como se o gosto fosse bom. Eu bebi logo depois. E nem era tão ruim.
Quando acordamos na manhã seguinte, o mundo estava diferente. Nós podíamos ver o futuro. Podíamos ver o passado. Podíamos ver tudo.”